Costa do Descobrimento

    0
    173

     

    Redescubra o Brasil conhecendo a Costa do Descobrimento

    Susana Rebouças

    Fotos: Aristides Alves | Arte: Susana Rebouças

    Já imaginou redescobrir o Brasil partindo de Porto Seguro para os pontos turísticos e históricos incríveis que compõem a Costa do Descobrimento? Em aproximadamente 4 horas e 30 minutos e 142 km, num trajeto por praias paradisíacas e sítios históricos, você realiza diversos programas que a região oferece. Confira as cidades mais visitadas da região no mapa.

    Passando por Belmonte, Santa Cruz Cabrália, Porto Seguro – principal cidade da região – e pelos paraísos de Arraial D’Ajuda, Trancoso e Caraíva, a sua viagem tem tudo para ser inesquecível.

    Onde tudo começou

    A Costa do Descobrimento está localizada no extremo sul da Bahia, entre a Costa das Baleias e a Costa do Cacau. A região ficou conhecida como o berço da história e da cultura brasileira, graças aos relatos que contam que Pedro Álvares Cabral avistou o Monte Pascoal desembarcando, em 1500, onde hoje se encontra a cidade de Santa Cruz Cabrália. A Costa do Descobrimento foi tombada como Patrimônio Natural Mundial pela Unesco em 1999.

    Porto Seguro, onde fica o aeroporto regional, é a porta de entrada para a Costa do Descobrimento. Os pacotes de viagem têm preços acessíveis.  Arraial D’Ajuda e Trancoso reúnem as praias mais procuradas e onde acontecem, frequentemente, grandes shows musicais.

    Por possuir, além das praias, baías, recifes de corais manguezais e rios navegáveis, a Costa do Descobrimento acaba sendo, também, favorável para o turismo de aventura e ecoturismo. A região conta com pontos ideais para prática de esportes como mergulho, windsurfe, surfe, kitesurfe e trekking .

    A Costa do Descobrimento envolve em um só passeio várias cidades e praias com história, folia, vida noturna e sossego para atender a todos os gostos. Confira.

    Porto Seguro: A cidade é conhecida pelas praias lotadas e pela “lambaeróbica” (ritmo que toma conta das praias da cidade, unindo lambada com aeróbica). É um dos destinos mais procurados da Bahia. São 90 km de praias. A cidade ainda é conhecida por sua atividade noturna com bares, restaurantes e feiras culturais. À noite, o point mais badalado é a Passarela do Álcool, lugar com casinhas coloridas, cheio de barracas que vendem bebidas e artesanato.

    Quem quiser conhecer um pouco de história, pode visitar o Museu de Porto Seguro, localizado no centro histórico da cidade, ou o espaço cultural Memorial da Epopeia do Descobrimento, na orla norte da cidade, além da Casa da Cultura Portuguesa de Porto Seguro, localizada na estrada para o aeroporto.

    Arraial D’Ajuda: Fundado a partir da construção da Igreja de Nossa Senhora, o povoado é considerado o palco do surgimento de uma fonte de água milagrosa. Além de romeiros, a localidade atraiu hippies na década de 1970, graças à sua simplicidade e beleza.

    Belmonte: A cidade, que foi batizada em alusão à cidade natal de Pedro Álvares Cabral, é banhada pelo rio Jequitinhonha e pelo oceano Atlântico, o que a torna um local de grande beleza natural, cheia de mangues e extensos coqueirais. Conhecida como um reduto de tranquilidade, graças às suas praias desertas, a cidade ainda é enfeitada por casarões coloniais, que presenciaram os bons tempos da cultura do cacau na região sul, no final do século XIX.  Um dos cartões-postais do lugar é o farol localizado no centro da cidade, que foi construído pela mesma empresa construtora da Torre Eiffel.

    Caraíva: Também banhada pelo oceano Atlântico acompanhado do rio Caraíva – antigo rio Cramimuan –, a vila vive de energia solar e seu único meio de transporte é marítimo ou fluvial. Um dos eventos locais é a Festa de São Sebastião (padroeiro local). A vila é recomendada para os turistas que procuram privacidade e sossego na Costa do Descobrimento.

    Santa Cruz Cabrália: Com cenários ideais para prática de esportes e passeios náuticos, a cidade corresponde à atual área de reserva indígena da tribo Pataxó, um dos ícones mais significativos da Costa do Descobrimento. A cidade surgiu de um povoado chamado Santa Cruz, fundado pelo donatário Pero do Campo Tourinho e destruído pelos índios Aimorés em 1564. O local dispõe de bons hotéis e pousadas, além de agências de turismo, que organizam os famosos passeios de escuna.

    SHARE
    Previous articleChapada Diamantina
    Next articleCosta do Cacau