Caminhos do Oeste

    0
    8

    Ecoturismo e possibilidade de aventura marcam passeio pelo Oeste baiano

    Cleidiana Ramos

    Fotos: Aristides Alves

    Um dos mais importantes motores da economia baiana, por conta da união entre pecuária e produção de soja e algodão, a região Oeste da Bahia oferece o paraíso para quem curte ecoturismo e esportes de aventura. Com seus vales, corredeiras, rios e cachoeiras, a região é o roteiro ideal para os que desejam unir interação com a natureza e prática de atividades que fazem a adrenalina correr solta.

    Com estações do ano bem definidas e clima ideal para o cultivo sobretudo de grãos, municípios como Barreiras, São Desidério e Santa Maria da Vitória passaram a alcançar uma situação privilegiada no ranking de desenvolvimento econômico.

    Privilegiada por manter vastas zonas de cerrado com sua rica fauna e flora, a região conta ainda com o turismo religioso a partir de Bom Jesus da Lapa. Banhado pelo Rio São Francisco, conhecido como o manancial de integração nacional, o Oeste baiano tem ainda as bacias dos rios Grande, Corrente e Carinhanha.

    Confira o que você pode aproveitar na região Oeste da Bahia:

    1. Patrimônio natural

    Cachoeiras e até um fenômeno conhecido como “Sumidouro”, que é um rio surgindo em uma fenda e provocando um desnível em intervalo de minutos. A região Oeste é extremamente rica do ponto de vista hídrico. Além do São Francisco, abriga outras bacias e é considerada a mais rica, nesse sentido, da região Nordeste.

    1. Aventura em meio à natureza

    Os esportes radicais dão a tônica na região. As opções mais conhecidas são a tirolesa e rapel no Paredão Deus-me-livre, em São Desidério; descer as corredeiras do Rio Grande em botes infláveis (rafting) e experimentar uma trilha, que inclui a descida a um cânion denominado Gruta do Buraco do Inferno, por onde passa um rio subterrâneo.

    1. Passeio pelas águas do Rio Corrente

    Navegando pelo Rio São Francisco e pelo Rio Corrente, cercado por paisagens exuberantes, dá para circular de Bom Jesus da Lapa até Santa Maria da Vitória. Vale ainda conhecer São Félix do Coribe, que é marcada pela beleza arquitetônica dos seus imóveis.

    1. A Igreja de Pedra e Luz

    Em Bom Jesus da Lapa fica um dos santuários mais importantes da Bahia dedicado ao culto do Bom Jesus. A cidade é o ponto de chegada de milhares de romeiros que vão agradecer os milagres alcançados em uma igreja mais do que especial: um conjunto de grutas, onde além da religiosidade popular é possível admirar formações rochosas inesquecíveis.